Ilha das Flores

Para darmos a conhecer aos nossos seguidores todas as ilhas açoreanas, juntamo-nos a mais alguns TravelBloggersPT para escrevermos um artigo coletivo, onde cada um escreveu sobre uma das ilhas dos Açores.
Nós decidimos escrever sobre a Ilha das Flores – Ilha Rosa, assim conhecida pelas suas azáleas, e vamos contar-vos tudo neste artigo.

Visitar as Flores há uns tempos, era um desejo difícil de concretizar devido aos elevados preços dos voos, mas quando descobrimos a possibilidade de viajarmos pela Ryanair e conseguirmos o encaminhamento gratuito da Sata, não pensamos duas vezes e reservamos logo as nossas férias de 2018!

A aventura começou logo no aeroporto da Terceira, quando vimos que íamos num dos aviões pequenos da Sata mas a verdade é que mal se sente o seu reduzido tamanho. A viagem foi muito tranquila e agradável e com vistas de cortar a respiração, pois sobrevoamos várias ilhas!

Chegados às Flores, levantamos o nosso carro na rent a car Ilha Verde e partimos à descoberta do pequeno paraíso português. Mal sabíamos nós o que nos esperava!

Nas Flores, respira-se ar puro e somos inundados por uma enorme sensação de paz! Em cada curva, eramos surpreendidos por mais uma paisagem maravilhosa e cada uma era mais bonita que a outra.
É a ilha das lagoas, das cascatas, dos ribeiros, dos poços e dos trilhos. Nunca tínhamos visto tanto verde junto, apesar das outras ilhas que conhecemos também serem verdes.
A nossa maior frustração foi não conseguirmos passar para a fotografia o que os nossos olhos viam, e assim chegamos a uma conclusão: esta ilha não é para ser fotografada, é para ser SENTIDA.

O que visitar? 

Santa Cruz das Flores – A vila principal das Flores, possui o aeroporto e é detentora de património histórico e de todos os serviços públicos essenciais  (centro de saúde, banco, correios…).
Aqui visitamos o Porto Velho, o Porto das Poças, a Igreja Matriz da Nossa Sra da Conceição, as Piscinas Naturais e o Museu da Fábrica da Baleia do Boqueirão.
É nesta vila que devem procurar o Posto de Turismo e um supermercado, apesar de encontrarem algumas mercearias espalhadas pela ilha, estas serão bem mais pequenas. O supermercado chama-se Centro Comercial Floratlântico.

Sete Lagoas – Sete Lagoas é o nome atribuído a um conjunto de sete lagoas alojadas dentro da caldeira de um dos vulcões primordiais da ilha das Flores. Existem vários miradouros assinalados e aconselhamos a pararem em todos.
Visitem a Lagoa Branca, Lagoa Seca, a Lagoa Negra, a Lagoa Comprida, a Lagoa da Lomba, a Lagoa Rasa e a Lagoa Funda.

Rocha dos Bordões – A rocha dos Bordões é um dos monumentos naturais mais famosos dos Açores e consiste num conjunto de grandes colunas verticais de basalto. Vale a pena admira-la de vários ângulos!

Fajã Grande – A nossa freguesia preferida! Foi na Fajã Grande que ficamos alojados uma semana, mais propriamente na Casa da Sogra.
Não existem palavras para explicarmos a beleza desta freguesia, desde as casas, as piscinas naturais e uma enorme falésia com várias cascatas que nos brindavam com a sua beleza, todos os dias! Uma dessas cascatas chama-se Poço do Bacalhau e é acessível através de um pequenino trilho.
Aproveitamos para relaxar nas piscinas naturais e fazer snorkeling, parecia que estávamos dentro de um aquário!

Poço da Ribeira dos Ferreiros – Um incrível trilho de 700m que se faz muito bem se for com calma. A única dificuldade é o piso muito irregular, mas vale cada gota de suor.paisagem é surreal! Contempla a pequena lagoa e as várias cascatas da falésia verde! Foi o nosso ponto preferido nesta ilha.

Aldeia da Cuada – Aqui o tempo parou. Na Aldeia da Cuada existem 15 casas antigas de pedra basáltica que mantêm as características originais mas, hoje em dia, pertencem a um projeto de turismo de aldeia. Mesmo que não fiques instalados na aldeia, poderás visita-la!

Ponta Delgada – Foi no percurso de Santa Cruz até Ponta Delgada, que contemplamos a vista para a ilha do Corvo, conhecemos alguns ilhéus e um farol.

Onde dormir?

Como escrevemos anteriormente, ficamos alojados num T1 da Casa da Sogra, na Fajã Grande.
A residência é modesta mas muito confortável. Esta completamente equipada, por isso poderão cozinhar em casa se assim preferirem.
A casa tem vista para as várias cascatas que se podem apreciar na grande falésia da Fajã Grande. Nas proximidades, encontrarão diversos bares, restaurantes e uma mercearia.

Dicas úteis

  • Aluga um carro, dá a volta a t