“Só se conhece bem um país depois de lá ir duas ou três vezes!” – José Nuno Araújo

José Nuno, o mentor do blog Fiambre Fininho, além de nosso amigo  e “vizinho”, é também um dos nossos companheiros neste mundo dos blogs! Com a paixão da fotografia e das viagens em comum, era inevitável escapar à nossa rubrica. 

Que tipo de viagens preferes?

“Gosto de tudo, claro, e dependendo das épocas, tenho diferentes escolhas. Por norma, aos fins-de-semana, vou fazer os meus trilhos, que adoro.  Mas tanto para mim como para a Ana, a praia em primeiríssimo lugar! Mas só de água quente, atenção!”

E preferes viajar sozinho ou acompanhado?


“Acompanhado, sem dúvida alguma. Aliás, é uma constante, gosto de ter gente comigo, ao jantar, a passear, em viagem. A experiência é diferente sempre com alguém que está ao nosso lado, até para nos alertar para coisas que nós não vemos! E a partilha de emoções e sentimentos quando se visita um novo país ou local é imediata, não é preciso voltar a casa para contar aos amigos.”


Qual foi o destino que te marcou mais até hoje?

“Escolho 2… por razões diferentes, e países muito diferentes.
Moçambique e África do Sul (foi na mesma viagem) foi um destino que me deixou completamente rendido. As experiências que aqui vivi foram únicas, e tenho histórias incríveis sobre Moçambique. Dava para estar a falar durante um bom tempo sobre essas peripécias!

A visita ao Parque Nacional da Gorongosa (Moçambique), na época ainda pouco conhecido, e ao Kruger Park (África do Sul) foram o zénite dessa viagem. Adoro vida selvagem, e visitar um Parque Nacional em África sempre foi um sonho de criança! A minha primeira câmara fotográfica, uma Fuji S5500, foi comprada a correr de propósito para essa viagem, e cumpriu bem a função!!! Outra das coisas que é único, e só quem já viu é que percebe: o pôr-do-sol na savana da África sub-saariana! É simplesmente majestoso, e se me perguntarem qual a imagem que me vêm á cabeça quando falo de Moçambique, sem dúvida alguma que é essa!

Cuba, por ter sido o meu primeiro grande destino de férias. O país, a cultura, o ambiente, a simpatia das pessoas, o clima, as praias, os monumentos, a música… tudo encanta em Cuba, e quem lá vai conhecer o país, fica com ele no coração! Eu fiquei!”

Gostas de repetir destinos?

“Eu sou apologista que só se conhece bem um país depois de lá ir duas ou três vezes. Ou melhor, só se tem a experiência total depois de já estarmos familiarizados com o país, as pessoas e a sua cultura. A primeira vez fica sempre um registo muito superficial, e se volto a um país ou local, é porque achei que tem potencial, e que há mais para descobrir e conhecer. Repetir, claro!”

E, por fim, em relação à escolha da bagagem, preferes viajar de mochila ou com mala?

“Mala, e grande, para colocar tudo lá para dentro! Não tenho muita paciência para andar a fazer malas, sinceramente! E não gosto de abdicar de nada, que eventualmente possa não caber numa mala pequena!”

Obrigada José Nuno. E continuação de muitas descobertas por este mundo fora! 

 

Deixe uma resposta