O Mundo mudou e as nossas rotinas mudaram com ele. A normalidade como a conhecíamos já não existe e fomos obrigados a adaptar-nos. Com tantas regras e pedidos de distanciamento, cada vez há mais pessoas a trocar os centros urbanos pelos cantinhos verdes da Natureza. Contudo, estamos a presenciar o aumento de um problema já existente. Se não for travado já, poderá ficar descontrolado. Hoje vamos escrever sobre as boas práticas na Natureza e este artigo conta com a colaboração das dicas dos nossos seguidores do grupo Viciados em Viagens-Gatos Vadios!

Independentemente do destino que escolhas, há sempre uma regra a lembrar e a praticar: o respeito pela Natureza e pelo outro. Não vives neste planeta sozinho, por isso, certifica-te que ninguém se apercebe da tua passagem pelo local.

Não tires nada da Natureza

Sabes aquelas pedras ou conchas giras? Ou até mesmo a areia para a tua coleção? Esquece! Deixa ficar tudo no local. Não tires nada da Natureza. Os próximos visitantes também têm direito a usufruir dessa beleza em toda a sua plenitude.

Leva o lixo contigo

Nas tuas saídas, seja para a serra ou para a praia, leva sempre um saco de lixo contigo. Todo o lixo que fizeres, terás que o trazer de volta até descobrires um caixote do lixo, pois no meio da Natureza são inexistentes. O ideal é levares vários sacos e tentares deixar nos ecopontos, fazendo assim a reciclagem dos materiais.
Caso encontres o local com rastos de pessoas que ainda não sabem estas regras, apanha também esse lixo. Deixa o local mais limpo do que estava quando o encontraste.

Sabias que a decomposição da casca de banana ou de laranja demora de 2 a 24 meses? E que um lenço de papel demora, pelo menos, 3 meses para se degradar? Já a beata do cigarro leva de 3 meses a 20 anos, os sacos de plástico demoram entre 10 a 20 anos e as fraldas descartáveis demoram 600 anos. As latas de alumínio levam 80-1000 anos, o vidro demora entre 4000 anos a 1 milhão de anos, enquanto as garrafas de plástico poderão nunca se degradar. É assustadora a ideia disto tudo durante décadas ao lado daquela cascata tão bonita, não é? Pensa nisto!

Respeita os caminhos indicados

Por vezes, a vontade de cortar caminho é tentadora, mas não o faças. Respeita as indicações dos locais e as sinaléticas para não prejudicares a flora e fauna e, acima de tudo, manteres a tua segurança.

Evita aglomerações

Ninguém sabe quando se vai cruzar com muitas pessoas, no entanto, há locais propícios a aglomerações. Evita-os aos fins de semana, pelo menos. Se não for possível, mantém a distância recomendada.

Dá descanso ao cigarro

Aproveita o ar puro para dar nova vida aos teus pulmões. Compreendemos que seja difícil de controlar, mas fumar em plena natureza é prejudicial para ti e para o meio ambiente. Já para não falarmos no risco de incêndio que um cigarro mal apagado pode desencadear.

Não mates plantas nem animais

A única coisa que deves matar nesses teus passeios, é o tempo! Não mates os animais só porque tens fobias ou porque não suportas aranhas, ou formigas. Eles também não fazem questão de conviver contigo. Afasta-te, simplesmente.
Isto é válido também para as plantas e flores.

O mantra da Natureza

  • Tira apenas fotografias
  • Deixa apenas pegadas
  • Leva para casa apenas memórias

Desafio para 2020 e para a vida

Quando fores passear, apanha o lixo que encontrares!
Depois partilha connosco as fotografias do antes e depois, no grupo Viciados em Viagens – Gatos Vadios

Vamos fazer isto juntos? 

Junta-te à ninhada de mais de 30000 Gatos Vadios!

Subscreve para ficares a par das ultimas novidades e receberes um "miminho" nosso!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

O teu email nunca será partilhado ou cedido a outros. Podes subscrever a qualquer momento.