A Índia surpreende pelos seus cheiros, pessoas e hábitos culturais. Este país é, por variadíssimos motivos, designado como o planeta mais próximo da Terra. É, realmente, um “mundo dentro de outro mundo” e conseguimos compreender essa afirmação após chegarmos a Varanasi.

Varanasi foi a última paragem desta aventura pelas terras dos Marajás. Quando iniciamos a nossa caminhada pela cidade, tudo o que vimos anteriormente na Índia, dissipou-se. A vida aqui é intensa e o sentimentalismo que os indianos colocam no “pós-vida”, deixou-nos pregados ao chão durante horas nas margens do Rio Ganges.

Observar os indianos a transportarem os seus falecidos até ao gath de cremação para a última homenagem, enquanto nos cruzávamos em ruas estreitas, e assistir às respetivas cremações e rituais, foi um autêntico murro no estômago.

Querido Lalu

Ao fim de algum tempo e de alguns arrepios, decidimos conhecer o Ganges de barco. Como na Índia o turista não passa despercebido e os meus 2 metros de altura dão bem nas vistas, não conseguimos dar mais de 10 passos pelas margens sem recebermos dezenas de abordagens para “uma viagem única” no Ganges.  Foi assim que nos surgiu o Lalu.

O Lalu foi uma das pessoas mais genuínas que conhecemos na Índia. Temos a certeza que não podíamos ter tido melhor guia para nos ajudar a entender o que um Hindu sente pelo Ganges, pela vida e pela morte.

A história deste homem é avassaladora. Vive num barco velho e vazio, pouco maior que uma jangada a remos. Contou-nos, sorridente, que apenas possui o que tem vestido e que só sai do barco para ir ao mercado comprar alimentos, quando tem dinheiro.
Tem 5 filhas e 2 mulheres que já não vê há muitos anos, no entanto, os olhos dele brilharam quando falou delas. Como se convivessem diariamente, como se as conhecesse melhor que ninguém!

A vida e a morte de mãos dadas

Ganga é conhecida como a Deusa viva, a única capaz de eliminar os pecados mortais do Homem. Diariamente, faça chuva ou sol, o Dasaswamedh Ghat transforma-se. Fica repleto de milhares de pessoas que se juntam para celebrar o Ganga Aarti, uma cerimónia de devoção e de agradecimento à Mãe Ganga.
Assistir a este ritual foi um dos momentos altos da viagem. Sentados num barco, repleto de indianos, e éramos os únicos estrangeiros!

Até sempre, Varanasi

Varanasi é isto e muito mais. É uma cidade que nos faz ter vontade de voltar, que nos chama! É, e acreditamos que será para sempre, um local que nos marcará para a vida.
A única cidade que ainda hoje nos faz arrepiar! É o local na Terra, onde a vida e a morte fazem as pazes e partem juntas. O fim de uma jornada, o início de outra bem maior, bem mais desafiadora. Algo que aos olhos dos ocidentais é, muitas vezes, incompreensível. 

A nossa maior dúvida naquele momento: será que no regresso a casa iríamos ser a Ana e o Ricardo que deixaram Portugal 15 dias antes?
Não, não voltámos os mesmos!

Se ficaste com vontade de visitar Varanasi, descobre tudo o que precisas de saber para organizares uma viagem à Índia.

Se gostas de organizar a tua viagem e fazer as tuas reservas, poderás utilizar os links do Gato Vadio para planeares as tuas viagens. Não irás pagar mais nada por isso, e dessa forma, ajudarás o Gato Vadio a manter-se ativo.
  Reserva os melhores hotéis no Booking.com, tal como nós!
  Faz o teu seguro de viagem na IATI Seguros ( e ainda recebes 5% de desconto).É importante ires tranquilo e protegido.
  Evita taxas bancárias, utilizando o cartão Revolut. É o nosso melhor amigo das viagens

Junta-te à ninhada de mais de 30000 Gatos Vadios!

Subscreve para ficares a par das ultimas novidades e receberes um "miminho" nosso!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

O teu email nunca será partilhado ou cedido a outros. Podes subscrever a qualquer momento.