Tomar é uma cidade riquíssima em património e tradições, outrora, antiga sede da ordem dos Templários. Atravessada pelo Rio Nabão e com o Convento de Cristo no alto do seu esplendor, esta cidade é um encanto para quem a visita. Além disso, dada a sua excelente localização e oferta hoteleira, é um bom ponto de partida para conheceres mais algumas cidades vizinhas como, por exemplo, Batalha ou Ferreira do Zêzere.
Dedicamos um dia a explorar Tomar, maioritariamente a pé, com a exceção do Convento de Cristo e do Aqueduto dos Pegões. Neste artigo iremos dar-te todas as dicas necessárias para que a tua experiência em Tomar seja extremamente positiva e para que te apaixones pela cidade, tal como nós!

O que visitar em Tomar?

 

Uma das particularidades interessantes do centro de Tomar é que a sua planta geográfica está organizada em forma de cruz, isto é, existe um convento em cada um dos pontos cardeais, formando assim uma cruz.
A Câmara Municipal e a Igreja de São João Batista são os locais ideais para conseguires localizar esses pontos cardeais, visto que se situam no centro da cruz. A norte encontra-se o Convento da Anunciada, no sul temos o Convento de São Francisco, a este está o Convento de Santa Iria e, portanto, a oeste temos o ex-libris da cidade, o Convento de Cristo.

  • Convento de Cristo – O Castelo de Tomar e Convento de Cristo, sede das ordens religiosas e militares do Templo e de Cristo foi classificado como Património da Humanidade pela UNESCO. Visita este espaço com calma e com uma atenção redobrada nos pormenores, sobretudo, da Charola, do claustro principal e da janela Manuelina.
  • Mata Nacional dos Sete Montes – Este espaço verde é conhecido como o pulmão de Tomar, uma vez que possui 39 hectares e é o parque principal da cidade. Infelizmente não tivemos oportunidade de percorrer toda a área deste parque mas, após a nossa visita, descobrimos que aqui se encontra a Charolinha, uma torre em miniatura.

  • Parque do Mouchão – Já no centro da cidade e na margem do rio Nabão, encontrarás um bonito parque onde poderás apreciar uma roda hidráulica de madeira, símbolo da prosperidade económica que se viveu em Tomar, a Roda do Mouchão.
  • Igreja de São João Batista – Na Praça da República localiza-se a Igreja de São João Batista, onde destacamos o Portal Manuelino e o Campanário octogonal.
  • Museu da Levada – A Central Elétrica da Levada de Tomar, classificada como património de Interesse Público, preserva o imóvel do século XX e um importante conjunto de equipamentos que permitem interpretar três formas de produção de energia elétrica: hidráulica, a vapor e a diesel.
    No mesmo espaço encontrarás os antigos moinhos e lagares que funcionavam com a força do rio Nabão.
  • Igreja Santa Maria do Olival – Esta igreja é um importante exemplo do estilo gótico português. Serviu de sede à Ordem dos Templários e é aqui que se encontram sepultados vários mestres da Ordem, entre os quais, Gualdim Pais.
  • Museu Luso-Hebraico Abraão Zacuto – A Sinagoga de Tomar é o templo hebraico mais antigo de Portugal. Situado na antiga Rua da Judiaria, tem uma valiosa coleção documental e epigráfica. Presta atenção aos buracos que se veem em cada canto, que indicam a colocação de bilhas de barro na parede, utilizadas para aumentar as condições acústicas do espaço. 
  • Aqueduto dos Pegões – Um dos mais bonitos aquedutos de Portugal com cerca de 6 km e construído com a função de abastecer o Convento de Cristo. É possível subir ao aqueduto, mas recomendamos que sejas prudente e que te mantenhas sempre em segurança.

Para ficares com uma perspetiva mais realista de todos os locais que aqui mencionamos, assiste ao nosso vídeo de Tomar que está no YouTube.

A festa dos Tabuleiros

Umas das festas mais emblemáticas de Tomar e que traz milhares de visitantes à cidade é a Festa dos Tabuleiros. Realiza-se a cada 4 anos e remota ao tempo dos romanos e à evocação da Deusa Ceres nas antigas festas das colheitas, seja pela abundância de flores, seja pela presença de pão e das espigas de trigo.

O momento mais esperado desta festa é o Desfile dos Tabuleiros. Este é transportado por uma rapariga vestida de branco e terá que ter a altura da mesma. É decorado por flores de papel colorido, espigas de trigo, 30 pães de 400g cada, enfiados em canas que saem de um cesto de vime, envolvido por um pano branco bordado. O topo do tabuleiro é ainda composto por uma coroa, encimado pela Cruz de Cristo ou pela Pomba do Espírito Santo. Este desfile percorre cerca de 5 km pelas ruas de Tomar, ladeado pelas colchas que a população pendura à janela.

Onde comer em Tomar?

Couves à D. Prior, lampreia, sável, bacalhau, cabrito, dobrada, cabidelas, morcelas de arroz, coelho na abóbora e feijoada de caracóis são os pratos mais requisitados em Tomar. Se fores amante de doces tradicionais, deves provar as Fatias Douradas e o bolinhos “Beija-me depressa”. São bombas calóricas mas, após uns bons quilómetros nas pernas, são merecidos!

Em Tomar experimentamos e aprovamos 2 restaurantes medievais e 1 restaurante tradicional:

Taverna Antiqua
Taverna d’Talha
Restaurante “O beira rio”

Onde dormir na Cidade Templária?

Na nossa passagem por Tomar, ficamos alojados no Thomar Boutique Hotel. Um hotel de charme e requintado, com preços acessíveis e situado bem no coração da cidade. A partir daqui, podes explorar toda a cidade a pé.

Junta-te à ninhada de mais de 30000 Gatos Vadios!

Subscreve para ficares a par das ultimas novidades e receberes um "miminho" nosso!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

O teu email nunca será partilhado ou cedido a outros. Podes subscrever a qualquer momento.